PARA SEMPRE

 

            Louvamos a Deus pelo seu agir em nosso favor, de tal maneira que temos convicção que nos reserva, PARA SEMPRE, uma vida feliz ao Seu lado.

            Louvamos a Deus por nos privilegiar de falar com Ele, desde já (mormente em oração), ato este que não cessará para os que assumirem aliança com Ele, terão PARA SEMPRE a alegria disto desfrutar.

            Nem tudo é PARA SEMPRE, embora alguns queiram que momentos agradáveis, que são temporários se tornem permanentes. Os que pensam assim se enganam e transmitem erros. Outros conjecturam serem temporários o que é permanente, incorrem também em erros.

            Dentre fatos que são delimitados, portanto, temporários, encontra-se a relação conjugal, a relação entre um homem e uma mulher. Ao pensar nessa relação, um quer agradar ao seu cônjuge e lhe diz: nossa relação é para sempre, ledo engano. Disse Jesus, o Cristo: “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura, não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus?

Porquanto, quando ressuscitarem dos mortos, nem casarão, nem se darão em casamento, mas serão como os anjos nos céus”(Mc 12.24,25).

            Procedemos de Deus que é ETERNO, logo recebemos vida PARA SEMPRE. Se será de felicidade, ou de sofrimento, depende da escolha feita no presente (antes de morrer fisicamente – momento que limita o prazo de escolha – Vide Hebreus 9.27). Pensar que a vida, resume-se a uns poucos anos, os quais como uma sombra se vão, ou como um vapor ligeiro se vai, e que não há ressurreição é desconhecer a veracidade do exposto por Cristo no texto do parágrafo anterior. Seguindo essa explicação ele responde aos da seita dos saduceus que não criam na ressurreição: “E, acerca dos mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é de mortos, mas sim é Deus de vivos. Por isso, vós errais muito”(Mc 12.18,26,27). Se você ainda não fez a escolha, apresse-se, pois o prazo está findando. Se a escolha for Jesus, o Cristo, será de felicidade PARA SEMPRE, caso contrário de sofrimento PARA SEMPRE.

            Jesus, o Cristo, respondendo a respeito da ressurreição a alguns que o perseguiam e procuravam matá-lo, disse-lhes: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna (felicidade PARA SEMPRE) e não entrará em condenação(sofrimento PARA SEMPRE), mas passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus (refere-se a si mesmo), e os que a ouvirem viverão. Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo. E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do Homem (também refere-se a si). Não vos maravilheis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação” (João 5.24-29).

            A despeito do erro geral, diz o profeta Jeremias: “Porque o Senhor não rejeitará PARA SEMPRE”(Lm 3.31).  És tu parte do povo que errou? Ainda há prazo para decisão, para escolha, faça-o rápido.

            Diz o salmista: “PARA SEMPRE, ó SENHOR, a tua palavra permanece no céu” (Sl 119.89). Veja também o que diz o apóstolo Pedro na sua primeira missiva, capítulo 1, versículo 25.

            Para você que deve fazer a escolha, lembre o que diz o autor da carta aos Hebreus: “mas este (Jesus, o Cristo), havendo oferecido um único sacrifício (por você) pelos pecados, está assentado PARA SEMPRE à destra de Deus” (Hb 10.12). Saiba também o que alerta o apóstolo João: “E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece PARA SEMPRE” (1 Jo 2.17). Viva para Deus, viva em Cristo, viva PARA SEMPRE!

FELIZ QUEM OUVE

 

            Este ouvir implica em ter conhecimento e colocá-lo em prática. Quando não ouvimos, neste sentido, sofremos as consequências da ignorância ou da desobediência.

            Escrevi na palavra anterior algumas observações, mas vi, no decorrer dos dias seguintes, pessoas até com certo conhecimento (doutas no assunto), procederem de forma alheia às admoestações e orientações dadas. O procederem assim, implica em não serem vigilantes, sendo levadas a tal comportamento por mero mecanismo em suas ações: reproduções do que ocorre dentro do seu contexto social ou por desconhecimento da veracidade das afirmações.

            De forma literal, alguns não ouvem pois o inimigo de sua alma tem se apoderado de sua audição e não pode ouvir. Alguns registros são exarados no texto sagrado. Nos evangelhos encontramos algumas vezes Jesus, o Cristo, libertando estas pessoas da possessão demoníaca e, com esta ação sendo agraciada com sua audição, deixando de ser surda.

            Deixar de ouvir, ou seja, não perceber os sons, implica em não poder desfrutar de melodias e harmonias das canções e ainda corre o risco de não ser alertado quanto a ruídos ou sons de advertência que hão de prevenir determinados acidentes. Louve a Deus por sua audição.

            Não tampe os seus ouvidos à voz de Deus ao seu coração. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas:

            “Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida que está no meio do paraíso de Deus.”

            “O que vencer não receberá o dano da segunda morte.”

            “Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”

            “E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai, dar-lhe-ei a estrela da manhã.”

            “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.”

            “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

            “Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.”

            Ouvir o que o Espírito tem para quem vencer traz uma feliz expectativa. Necessário se faz ser vencedor. Convém ouvir o que Jesus, o Cristo, orienta àqueles que almejam serem vencedores. Alguns tomando rumos que lhes conduziriam à derrota; outros embora confiantes já nocauteados ou mortos, portanto necessitando serem restaurados ou vivificados. Os meios disso alcançar são dados pelo vencedor: Jesus, o Cristo. Leia Apocalipse capítulos 2 e 3. Leia e ouça o que Ele diz sobre ti. Já és um vencedor? Tens aprendido a ouvir, a obedecer?

            A própria fé para salvação da tua alma, é decorrente de ouvires, e ouvires segundo a Palavra de Deus, em outros termos, ouvir Jesus (A Palavra Viva, de Deus) falando ao teu coração, obedecê-lo. Ouça o que diz Paulo aos Romanos: “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Seja feliz, ouça o que a Palavra de Deus tem para ti. Leia-a; leia a Bíblia Sagrada e ouça-a.

contatos

(86) 3221-9260

(86) 3305-2495

assembleiadedeusthe@hotmail.com

Rua São Pedro, 1286

Centro, Teresina-PI

  • Nosso Instagram
  • Nosso Canal no Youtube
  • Nosso Facebook

@2017 por Assembleia de Deus em Teresina. Todos os direitos reservados